Alfabeto em Inglês: história, curiosidades e uma rixa entre os EUA e o resto do mundo

Alfabeto em inglês

Além de aprender a pronunciar todas as letras do alfabeto em inglês, você vai descobrir neste artigo que há muito mais o que saber sobre o alfabeto do que simplesmente a ordem das letras e suas respectivas pronúncias.

Você vai entender um pouco sobre a origem do alfabeto em inglês, como diferenciar letras com sons parecidos, a letra que tem duas pronúncias diferentes – e o porquê disso – e muitas outras coisas!

Aposto que a história sobre a letra Z, a origem da palavra Xmas e as curiosidades #11 e #13 vão surpreender você!

Assim como em nossa língua materna aprendemos o alfabeto primeiro, também estudamos o alfabeto em inglês como parte do conteúdo para estudantes iniciantes.

Aquela sensação de estarmos voltando no tempo, como se estivéssemos numa aula de alfabetização no pré-primário, é muito normal.

Afinal, estamos aprendendo uma língua de novo!

A ORIGEM DO ALFABETO EM INGLÊS E SUAS MODIFICAÇÕES

Alfabeto em inglês - Origem da letra A

Antes de qualquer coisa, acho interessante contar pra você que a origem do idioma inglês vem do idioma anglo-saxão.

O povo denominado anglo-saxão é a mistura de povos germânicos – anglos, saxões e jutos (dinamarqueses) – vindos de uma região próxima da foz do rio Elba e da região de Holstein, na Alemanha. Esse povos se instalaram no leste e no sul da ilha da Grã-Bretanha no século V.

Nos tempos atuais não existem muitos exemplos desta escrita. O pouco de que se pode dar notícia refere-se a fragmentos ou frases curtas.

Outro fato importante é que o alfabeto anglo-saxão foi escrito primeiro como uma versão do alfabeto das runas, que tinha 33 letras. Este alfabeto foi utilizado provavelmente do século V até aproximadamente o século X.

Alfabeto em inglês - As 33 letras da runas

Estas inscrições rúnicas são encontradas principalmente em jóias, armas, pedras, pergaminhos e outros objetos. Poucas destas inscrições – uma média de mais ou menos 200 inscrições – sobreviveram.

Alfabeto em inglês - Fragmentos do alfabeto nas pedras

Com o passar do tempo apareceram os missionários cristãos e foi através deles que a escrita começou a mudar.

A partir do século VII, eles introduziram o alfabeto latino, também conhecido como alfabeto romano. Este alfabeto é o mais comum no mundo. É utilizado para escrevermos a língua portuguesa e a maioria das línguas da Europa ocidental e central e de áreas colonizadas pelos europeus.

Mesmo com esta mudança feita pelos missionários, o alfabeto anglo-saxão continuou a existir por um tempo em paralelo ao alfabeto latino.

Em 1011, o alfabeto em inglês arcaico foi ordenado e classificado em 24 letras. Veja abaixo:

Alfabeto em inglês - As letras dos alfabeto arcaico

Observe que as letras J, U e W ainda não estavam presentes. Além disso, o símbolo ‘&’ era considerado uma letra, que significa ‘and’ e que em português significa a conjunção aditiva ‘e’!

As letras J e U foram introduzidas no alfabeto em inglês no século XVI, e a letra W, antes representada por duas letras U em sequência – uu – finalmente se tornou uma letra independente. Não é à toa que a letra W é pronunciada como ‘double u’, que em português quer dizer ”u em dobro”.

Depois destas mudanças, o alfabeto em inglês passou a ter 26 letras e a sequência que você pode ver logo abaixo é como o alfabeto é ensinado até hoje:

Alfabeto em inglês hoje

Quando estas letras são utilizadas seguindo uma regra gramatical numa frase ou texto, chamamos as letras maiúsculas de capital letters e as letras minúsculas de small letters.

Por exemplo, nomes e palavras de início de frases começam com letra maiúscula, certo? E estas regras seguem regras gramaticais da língua.

Neste caso, a primeira letra do nome ou palavra no início de frase é chamada de capital letter e as demais são chamadas de small letters.

POR QUÊ ESTUDAR O ALFABETO EM INGLÊS?

Alfabeto em inglês - Por que estudar o alfabeto

Depois desta breve história, quero que você saiba o porquê da importância de se aprender o alfabeto em inglês quando você está iniciando o estudo da língua inglesa.

Quando você esteve na escola primária, aprendendo o alfabeto, passou pelo processo de reconhecimento da escrita das letras e seus respectivos sons.

Em seguida passou para a formação de sílabas e também seus respectivos sons quando eram unidas, e daí se fez a mágica combinação da criação de palavras.

Quando você aprende o alfabeto em inglês neste processo parecido você se torna mais independente.

Ao pronunciar as letras em inglês logo no início, você descobre as possibilidades de pronúncia quando une letras e sílabas. E fica mais fácil entender muitas outras palavras devido às associações.

E como você usa este conhecimento?

Alfabeto em inglês - Não estou te entendendo!

Tenho quase certeza de que você já precisou soletrar alguma coisa pra alguém por que esse alguém não entendeu o que você disse. Pior ainda se for pelo telefone ou então quando alguém está preenchendo um formulário pra você e ele precisa escrever seus dados corretamente.

Normalmente são nomes incomuns, sobrenomes com outras origens e endereços, é ou não é? Nunca se sabe quando você vai precisar soletrar alguma coisa, seja numa entrevista, numa prova ou ao preencher um cadastro.

Alfabeto em inglês - Nomes difíceis!

Quem estuda inglês até nos níveis mais avançados – como o pré-intermediário –, se depara com exercícios de pronúncia. E claro, com uma pronúncia bem mais rápida do que o nível básico, o que mostra a importância de saber soletrar bem.

Se você quiser confirmar o que digo aqui, indico um livro didático de inglês muito usado para estudantes de nível pré-intermediário, chamado ENGLISH FILE PRE-INTERMEDIATE (unidade 1A – página 5).

Alfabeto em inglês - Capa do livro ENGLISH FILE Pre-Intermediate

Logo na primeira lição do livro há uma revisão do uso de números e do alfabeto em inglês, em contextos como o valor da conta em um bar ou a confirmação da escrita de um nome ou sobrenome.

Alfabeto em Inglês - ENGLISH FILE Pre-Intermediate - Unidade 1A

Se no nível pré-intermediário é importante rever o alfabeto em inglês, imagine nos níveis iniciais chamados de beginner (nível zero) e elementary (nível um)!

Você também pode encontrar a abordagem do alfabeto em inglês no livro Touchstone Second Edition para beginners na página 4, unidade 1, lição B. E também no livro English File Elementary na página 8, unidade 1C.

COMO PRONUNCIAR CADA LETRA DO ALFABETO EM INGLÊS?

Alfabeto em inglês - Como pronunciar cada letra

Já que estamos falando sobre saber soletrar bem, preparei uma tabela abaixo com a transcrição da pronúncia de cada letra da forma que melhor compreendemos em português, uma forma simbólica. Você também poderá ouvir a pronúncia de cada letra ao clicar no player correspondente.

Letra
Pronúncia
Letra
Pronúncia
Letra
Pronúncia
      A
êi
      J
djei
      S
éss
      B
      K
quei
      T
      C
      L
él
      U
      D
      M
ém
      V
      E
í
      N
én
      W
dâbou iú
      F
éf
      O
ou
      X
éks
      G
djí
      P
      Y
uái
      H
êitch
      Q
quiu
      Z
      I
ái
      R
ár
zéd

Abaixo você pode escutar a pronúncia de todas as letras do alfabeto em inglês, em sequência!

Sempre que eu aprendia uma palavra nova, escrevia do lado dela a forma como entendia que ela era pronunciada. Na hora de lembrar ou estudar ficava muito mais fácil!

É importante destacar que estou dando foco à soletração das letras isoladamente. A união de letras na formação de sílabas e de sílabas em palavras modifica um pouco a pronúncia destes conjuntos.

Afinal, estou falando da união de dois ou mais sons assim como acontece em português, mas não se preocupe com isso neste momento.

Comece pelo mais simples: letra por letra!

COMO DIFERENCIAR O SOM DE LETRAS EM INGLÊS QUE TÊM SONS PARECIDOS?

Alfabeto em inglês - Onde na garganta nós pronunciamos algumas vogais

Como os brasileiros têm a tendência de comparar o português com outra língua que estão aprendendo, quero que você abra sua mente para o novo.

Estamos falando aqui de outros povos, de outras culturas e costumes.

Não se agarre aos porquês disso ser assim ou assado, ok?

Então, já que você deu uma olhada no alfabeto em inglês acima e na pronúncia de cada letra, volte a dar uma olhada nas letras N, M, T, D e G.

Alfabeto em inglês - A pronúncia do N e do M

Em português você pronuncia a letra N como ‘ene’ e o M como ‘eme’. Já em inglês o N e M não tem a letra E como no final da nossa pronúncia.

A pronúncia da letra N deve parar logo que você coloca sua língua atrás dos dentes da sua arcada superior. Ao pronunciar a letra M, é importante fazer o som com o encontro dos dois lábios, e não como falamos em português a terminação de palavras como tem, vem, bem, cem.

Pronuncie estas palavras e vai reparar que não fechamos a boca completamente no final delas. Já no caso do inglês, no som final da letra M, o fechamento de lábios acontece. Sabendo esta diferença, fica mais fácil diferenciar o som de N e M em inglês.

Veja dois exemplos com palavras em inglês com as quais você poderá verificar a diferença de sons: MOM (mãe) e SUN (sol).

Ao pronunciar a primeira palavra “mâm”, emita o som da última letra da palavra com os lábios fechados, e com a palavra “sân”, emita o som da última letra desta palavra encostando a ponta da língua atrás dos seus dentes frontais superiores. Repita este processo até perceber a diferença.

No caso das letras T e D, a pronúncia em inglês fica bem na ponta da sua língua. Parece ser um som seco e estalado. Não é como o som de T na palavra “tia” ou D na palavra “dia” que em português seriam representadas como “tchia” e “djia” na pronúncia.

Em inglês os sons de T e D seriam parecidos com a pronúncia de “tia” e “dia” por um nativo da Bahia. Conseguiu perceber? Desta forma o T e D são pronunciados “tí” e “dí”.

Um caso comum de confusão na pronúncia em inglês é entre as letras D e G. O caso da letra D está mais claro: “dí”. O que você deve perceber é que com a pronúncia da letra G, que em inglês é “dji”, sua língua fica mais plana e as laterais dela tocam os dentes dos dois lados da sua boca.

Além disso, sua boca quase se fecha, se não fosse pela emissão de som. Tente falar agora a letra D e G em inglês e perceba a diferença de colocação da sua língua. Não é legal?

Soletrando duas letras em sequência

Alfabeto em inglês - Palavras com letras iguais em sequência

Quando saímos do exercício de lembrar a pronúncia de cada letra individualmente e passamos a soletrar palavras, fica aqui a dica das palavras que possuem duas letras iguais sequenciais, como GOOGLE.

Quando você soletra duas letras iguais, ao invés de dizer “ou ou”, os ingleses e americanos dizem dâbou ou. Soletrando GOOGLE ficaria assim: djí – dâbou ou – djí – él – i.

Como já expliquei bem acima deste artigo, double significa ‘dobro’ e este hábito facilita o processo de soletração, além de ser exatamente o que os próprios nativos fazem.

A POLÊMICA DA PALAVRA XMAS COMO SINÔNIMO DE CHRISTMAS (NATAL)

Alfabeto em inglês - Substituição do Christ por X

Alguns cristãos se ofendem com a forma como a letra X substitui o nome de Cristo (Christ) em Christmas (Natal). Tanto é que você não encontra a palavra Xmas em letras de músicas de igreja ou na maioria dos cartões de natal.

A palavras Xmas é popularmente associada à tendências materialistas, e às vezes é alvo de pessoas que condenam o período de natal como sendo apenas um período de “férias”, ao invés de uma comemoração cultural e religiosa.

Mas eles estão errados ao acreditarem nisso. A origem da palavra Xmas é mais respeitável – e fascinante – do que você pode pensar!

A letra ‘X’ se origina da letra fenícia samekh que significa “peixe”. Os fenícios usaram a letra para representar o duro som do ‘S’.

Por volta de 1500, os gregos “pegaram emprestado” a letra ‘X’, a rebatizaram como chi e a usaram para representar o som KS.

Mais tarde os romanos “pegaram” a letra ‘X’ do alfabeto grego e a equipararam ao som do X vindo do alfabeto Calciano.

Então o X usado em Xmas tem origem grega. Chi é a primeira letra da palavra grega Χριστoς, que significa Cristo. Como resultado, Xmas tem sido usado desde o século XVI por pessoas religiosas, e tem sido comum desde o século XIX.

O sufixo “mas” de Christmas vem da palavra “mass”, que é o termo usado para as celebrações da Eucaristia nos rituais latinos da Igreja Católica Romana. Traduzindo para o português, “mass” significa “missa”.

A LETRA Z – UMA RIXA ENTRE OS ESTADOS UNIDOS E O RESTO DO MUNDO

Alfabeto em inglês - A letra Z mais famosa do mundo!

Outro fato interessante sobre o alfabeto em inglês é a pronúncia da letra Z. Existem duas pronúncias: ‘zí’ e ‘zéd’.

Talvez você tenha feito uma cara de E.T. agora depois de saber dessa, não foi?

Como somos mais influenciados pelo sotaque americano devido à enxurrada de filmes que chegam dos Estados Unidos para nossas telas de cinema e televisão, a maioria dos estudantes de inglês se identifica com a pronúncia da letra Z como ‘zí’.

Mas saiba que a pronúncia ‘zéd’ é usada pelos britânicos, canadenses e pela grande maioria dos países que falam inglês! Apenas nos Estados Unidos essa pronúncia é exceção!

Mas porque ‘zéd’? Esta pronúncia tem origem da letra Z grega chamada “Zeta“, que também deu origem ao “Zede” francês e que na fritada dos ovos tornou-se ‘zéd’ em inglês por volta do século 15.

E qual é a razão dos americanos para pronunciarem ‘zí’? Acredita-se que o Z segue a lógica da pronúncia adotada nas letras B (bí), C (cí), D (dí), etc.

O primeiro caso de reconhecimento da pronúncia ‘zí’ a ser registrada como pronúncia correta da letra Z foi por Thomas Lye, criador do livro de soletrações chamado New Spelling Book, publicado em 1677.

Thomas Lye (1621-1684) foi um ministro não conformista de seu tempo, e catequizador nascido na Inglaterra. A letra Z ainda tinha uma variedade de pronúncias comuns na América do Norte mesmo depois do registro feito por Lye.

Foi por volta do século XIX que a pronúncia ‘zí’ foi firmemente estabelecida por Noah Webster (1758-1843). Webster foi um lexicógrafo americano, escritor e autor de uma reforma ortográfica da língua inglesa, nascido em Connecticut, nos Estados Unidos.

Em 1828, aos 70 anos de idade, Webster publicou a primeira edição do American Dictionary of the English Language, onde afirmou que a letra Z se pronuncia ‘zí’.

Pouco tempo depois, em 1835, o músico Charles Bradlee registrou a canção do alfabeto em inglês, hoje mundialmente conhecida, onde a pronúncia da letra Z (zí) rima com a palavra me (mí) ao final da canção, como você pode ver no trecho abaixo:

(…) W, X

Y and Z ()

Now I know my ABCs (cís)

Next time won’t you sing with me ()?

Abaixo você pode escutar a música do alfabeto em inglês, cantada por mim!

Com a divulgação dessa música do alfabeto em inglês sendo feita por toda a parte, muitas crianças aprenderam a pronúncia americana da letra Z e professores do ensino fundamental na Europa não gostaram nadinha dessa história. Tiveram que voltar a ensinar às crianças a pronúncia correta de Z como ‘zéd’.

Tarefa bem complicada essa, já que a música com a pronúncia de ‘zí’ era tocada num programa infantil muito conhecido – até no Brasil – chamado Sesame Street, por aqui conhecido como “Vila Sésamo”.

E até hoje você encontra rixas sobre esse assunto na Internet, como mostra a imagem abaixo, publicada por um canadense.

Alfabeto em inglês - Pronúncia da letra Z no CanadáA pronúncia é ZED, e não ZEE. #Eu.Sou.Canadense

COMECE A TREINAR O ALFABETO EM INGLÊS AGORA

Se mesmo depois de todas estas dicas você precisar de mais uma mãozinha para facilitar sua vida na memorização das letras do alfabeto em inglês, vou indicar pra você algumas músicas para crianças.

Isso mesmo, para crianças!

Você se lembra de que estamos sendo alfabetizados novamente? E nada melhor do que um ambiente infantil pra aprender. Nós recorremos às nossas memórias prazerosas da infância e isso ajuda muito no processo de aprendizagem.

Você pode achar alguns vídeos chatos e outros engraçadinhos.

Mas é justamente por isso que a música vai virar o que chamamos de “chiclete”. Não vai sair da sua cabeça! Esse é o objetivo!

Seguem abaixo alguns vídeos pra você assistir. Divirta-se!

17 CURIOSIDADES SOBRE O ALFABETO EM INGLÊS

Curiosidades sobre o alfabeto em inglês

Você acha que acabou? Ainda não!

Pra fechar este artigo com chave de ouro, vou contar pra você 17 curiosidades sobre o alfabeto em inglês. Veja aí:

#1. A palavra alfabeto em inglês – alphabet – vem dos nomes das duas primeiras letras do alfabeto grego que são alpha e beta. Mais legal ainda é que estas mesmas letras são derivações das letras aleph e bet do alfabeto hebraico!

#2. A letra mais usada do alfabeto em inglês é a letra ‘E’. De todas as letras do alfabeto, após um estudo da frequência de uso de cada uma delas, a letra ‘E’ aparece em 12,7% dos casos seguida pela letra ‘T’, com 9,06% % e pela letra ‘A’ com 8,17%.

Numa lista de letras de maior uso estão, respectivamente, as letras E, T, A, O, I, N, S, R, H, L, D, C. Elas são encontradas em aproximadamente 80% das palavras na língua inglesa.

#3. Existem mais palavras em inglês que começam com a letra ‘S’ do que com qualquer outra letra do alfabeto.

#4. A letra que tem o menor número de palavras que se iniciam com ela é a letra ‘X’. Se você olhar num bom dicionário de inglês a categoria de palavras que começam com a letra ‘X’, não vai achar mais que 40 palavras.

#5. As 26 letras do alfabeto em inglês possuem mais de 40 sons distintos. Então podemos dizer que há mais sons do que letras.

Muitas letras têm pronúncias diferentes quando em conjunto com outras letras na formação de palavras, o que eu já tinha mencionado neste artigo, ao explicar sobre diferenças que ocorrem quando criamos sílabas pela união de letras e palavras pela união de sílabas.

Por exemplo: A letra C na palavra em inglês COOL tem som de K (“kul”), na palavra CITY tem som de S (“síti”) e quando combinada com a letra h como em CHANGE tem som de TCH (“tchendj”).

#6. O ponto que colocamos sobre as letras i e j é chamado de title, que em português conhecemos como ‘pingo’.

#7. Mais um fato sobre a letra Z: por volta do ano 300 antes de Cristo o censor romano Appius Claudius Caecus removeu esta letra do alfabeto porque era raramente usada. A pronúncia da letra Z tinha se tornado R.

Mais tarde a letra Z foi recolocada no alfabeto romano, mas era usada somente em palavras emprestadas do grego. Por isso ela foi colocada no final do alfabeto onde permaneceu mesmo depois da formação do alfabeto em inglês.

#8. Cada letra tem tanto uma versão minúscula quanto uma maiúscula. Essa convenção vem de um sistema de escrita chamado minúscula Carolíngia – uma caligrafia padrão na Europa por volta do século X – de forma que o alfabeto latino pudesse ser facilmente reconhecido pelas classes alfabetizadas de uma região para outra.

#9. Cerca de 100 línguas usam o mesmo alfabeto usado em inglês, o que o torna um dos alfabetos mais utilizados no mundo. Algumas línguas possuem algumas letras a mais e outras menos, mas todas elas compartilham das 23 letras do núcleo encontrado originalmente no alfabeto latino.

#10. A palavra mais comum em inglês é THE, que em português significa o, a, os, as.

#11. A palavra mais usada ao falar inglês é I, que significa EU.

#12. A palavra mais longa em inglês publicada no Oxford English Dictionary é ‘pneumonoultramicroscopicsilicovolcanoconiosis’, e possui 45 letras. É um tipo de doença de pulmão causada pela inalação de cinzas e pó de areia.

#13. Uma sentença que usa todas as 26 letras do alfabeto pelo menos uma vez é chamada de pantograma, que vem do grego pan=todos, + grama=letra. Um pantograma famoso em inglês é: “The quick brown fox jumps over the lazy dog.” (A ligeira raposa marrom ataca o cão preguiçoso).

Esse pantograma era utilizado pela Western Union para testar a precisão e confiabilidade de equipamentos de telex, e hoje é usado por muitos programas de computador, sendo que o mais conhecido é o visualizador de fontes do Windows.

Alfabeto em inglês - Pantograma usado no Windows

#14. Um texto que exclui deliberadamente uma determinada letra do alfabeto é chamado de lipograma. O lipograma mais conhecido em inglês é um romance de Ernest Vincent Wright publicado em 1939, chamado Gadsby: Champion of Youth (Gadsby: Campeão da Juventude). Esta é uma história com mais de 50.000 palavras em que a letra ‘E’ nunca aparece!

Se você quiser conferir, acesse AQUI.

#15. A palavra mais longa em inglês que pode ser soletrada sem a repetição de qualquer letra é uncopyrightable (significado: não é permitido fazer cópia)

#16. Queueing (fazer fila) é a única palavra com cinco vogais consecutivas enfileiradas.

#17. A palavra mais longa em inglês que não possui uma única vogal verdadeira (a, e, i, o, u) é rhythm, que significa ritmo, compasso.

CONCLUSÃO

UAU! Quanta coisa sobre o alfabeto em inglês!

UAU!

O alfabeto em inglês parecia ser um assunto escasso, mas depois deste artigo acredito que você tenha ficado tão surpreso quanto eu!

Uma das grandes vantagens da Internet é que você pode acessar este conteúdo quantas vezes quiser e achar necessário. Sempre que possível leia e releia este artigo, assim você fica cada vez mais familiarizado com a história e as curiosidades do alfabeto em inglês.

Ter conhecimento de fatos da língua inglesa faz com que a aprendizagem de cada tópico se torne mais prazerosa e também mais instigante.

Bom, após estudar o alfabeto em inglês e assistir aos vídeos sugeridos muitas vezes, deixo aqui um exercício pra você verificar o que já conseguiu aprender só com este artigo.

Clique AQUI para acessar a página do exercício.

Se você gostou do que leu, inscreva-se na minha página para receber futuras publicações de temas relacionados ao inglês.

E deixe um comentário logo abaixo sobre o que você achou mais interessante nesse artigo, ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar comigo, ou até mesmo alguma crítica sobre o texto.

E não se esqueça de que estou aqui pra te ajudar a entrar pra este mundo dos falantes de inglês!

Sinta-se à vontade: segure na minha mão e vamos lá!

Abraço!

Sarah Alves